Este domínio está à venda. This domain is for sale.

Faça uma oferta em baixo. Make an offer below.

Feedback

Inclua um contacto de e-mail se pretender ser contactado. Please include your e-mail contact information if you'd like to receive a reply.

Enviar
Município de Famalicão: Notícias e Informações Úteis http://www.famalicao.com Últimas 10 notícias 15 asdad asdasd dasdad http://www.famalicao.com/_doces_de_romaria_a_concurso </p><img src="http://www.famalicao.com/op/image/?co=93158&h=28e00" width="300px" height="190px" border="0"/></p> Quem não conhece ou nunca comeu os doces de romaria? Estes doces tão característicos do norte do país, que dão cor e sabor às romarias e festas populares vão estar a concurso em Vila Nova de Famalicão nas variedades: branco, casadinhos e rosquilhos. A iniciativa promovida pela Câmara Municipal de Famalicão, através do Gabinete do Associativismo, em parceria com a Junta de Freguesia de Landim, irá decorrer no dia 1 de maio, na Junta de Freguesia, no âmbito da Mostra Associativa Landim em Festa.

O concurso está aberto a todos os interessados, residentes e naturais de Vila Nova de Famalicão, que podem participar em nome individual ou como casas comerciais até ao número máximo de 25 inscrições.
As inscrições realizam-se na Junta de Freguesia de Landim [jf.landim@sapo.pt] através do preenchimento de ficha própria, até 15 de abril de 2015.
Os concorrentes ficam obrigados a entregar os Doces de Romaria, nas variedades escolhidas, no Real Colégio Dom Fernando, em Landim, entre as 9h00 e as 11h00 do dia 1 de maio, no mínimo de 24 doces por variedade concorrida e por participante. Deverão também fazer acompanhar os doces a concurso com a indicação dos ingredientes utilizados.
Para o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, “esta é uma iniciativa que tem como objetivos preservar e valorizar esta doçaria popular, que faz parte da nossa memória coletiva”.

]]> http://www.famalicao.com/_presidente_da_republica_em_famalicao_para_um_roteiro_ao_textil_e_vestuario </p><img src="http://www.famalicao.com/op/image/?co=93153&h=8741b" width="304px" height="202px" border="0"/></p> O Presidente da República Portuguesa, Aníbal Cavaco Silva, vai dedicar um Roteiro para uma Economia Dinâmica à Indústria Têxtil e de Vestuário. Assim, na próxima sexta-feira, 27 de março, desloca-se a Vila Nova de Famalicão para visitar a Scoop e a Riopele, duas empresas têxteis de referência nacional e internacional, e o CeNTI e o CITEVE, duas infraestruturas tecnológicas e de inovação ligadas ao sector. O roteiro começará com uma visita à empresa Impetus, no concelho de Barcelos, e culminará no CITEVE onde o Chefe de Estado participará na sessão comemorativa dos 50 anos da Associação Têxtil e Vestuário de Portugal.

]]> http://www.famalicao.com/_famalicao_sensibiliza_com_exposicao_de_arte_de_criancas_e_jovens_com_autismo </p><img src="http://www.famalicao.com/op/image/?co=93023&h=79cf4" width="304px" height="202px" border="0"/></p> Setenta peças de arte e pinturas criadas por crianças e jovens com Perturbação do Espetro do Autismo (PEA) vão estar em exposição na Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco, em Vila Nova de Famalicão. A inauguração da mostra que acontece no dia 2 de abril, pelas 18h30, marca as comemorações do Dia Mundial da Consciencialização para o Autismo em Vila Nova de Famalicão.
Mas para além desta iniciativa promovida pelo Psicentro – Centro de Psicologia em colaboração com a Câmara Municipal de Famalicão, haverá muitas outras atividades para assinalar a data.

Logo a seguir à abertura da exposição que contará com as presenças do presidente da autarquia, Paulo Cunha e da Pedopsiquiatra do Hospital de São João, Alda Mira Coelho, haverá um momento musical interpretado por um jovem com PEA.

Segue-se a apresentação dos livros “Olha para Mim”, da autoria de mães de meninos com PEA e “Intervenção Psicoeducacional Integrada nas Perturbações do Espetro Autista”, da autoria de Alda Mira Coelho e Ana Isabel Aguiar.

Durante a tarde, será realizada uma atividade para crianças e jovens com a apresentação de um conto para a sensibilização de crianças diferentes e a realização de pequenos trabalhos alusivos ao tema.

ABRAÇOS PARA SENSIBILIZAR PARA O AUTISMO

Entretanto, o projeto For3ver Special vai, com o apoio da Associação Free Hugs, distribuir abraços em Famalicão, no âmbito das comemorações. Esta iniciativa vai ser a primeira de um dia de campanha de sensibilização que o projeto For3ver Special vai levar a cabo na cidade e que vai ter como base a Casa da Juventude de Vila Nova de Famalicão.

A iniciativa, que conta com o apoio da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão e o patrocínio de algumas empresas da cidade, visa dar a conhecer a realidade destas crianças e das suas famílias e promover a sua inclusão pela partilha de conhecimento adequado.

A iniciativa arranca pelas 10h00, no centro da cidade, percorrendo algumas das principais ruas. Pelas 15h00, será exibido o filme Mozart and the whale (Petter Næss) – 2005, na Casa da Juventude.
Pelas 20h00, irá decorrer um momento simbólico com a iluminação de azul da Casa da Juventude. A partir desse momento os jovens irão ser convidados a fotografar a Casa da Juventude iluminada para participarem no passatempo. – “A Luz do Autismo”.

Refira-se que o projeto FOR3VER SPECIAL é iniciativa de uma mãe e de dois profissionais da área da Educação, com o intuito de apresentar respostas sociais adequadas às necessidades das crianças e jovens com Perturbação do Espectro do Autismo (PEA) e das suas famílias.
]]> http://www.famalicao.com/_camara_de_famalicao_quer_aumentar_capacidade_competitiva_do_territorio </p><img src="http://www.famalicao.com/op/image/?co=93030&h=cb725" width="304px" height="202px" border="0"/></p> A capacitação do território tem sido uma das imagens de marca do executivo municipal liderado por Paulo Cunha e vai continuar a sê-lo. O objetivo é o mesmo que presidiu à criação do programa Famalicão Made IN: gerar condições para que se faça investimento no concelho e na região.

Mais do que a dicotomia público/privado, o primordial para o presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão é que as verbas do Portugal 2020, o novo programa de financiamento comunitário, se apliquem no território, facilitando o surgimento de projetos que possam ser bem-sucedidos. “A minha principal preocupação é que as verbas sirvam para que a região Norte, uma das regiões mais pobres da Europa a 28 e que está muito perto de ser considerada uma região ultraperiférica no contexto europeu, seja no futuro uma região de competitividade e de excelência onde o conhecimento, a sabedoria e a informação sejam expressões bem frequentes”, esclareceu Paulo Cunha na conferência “Os desafios da indústria portuguesa”, que decorreu esta segunda-feira, 23 de março, no CITEVE, numa organização conjunta da AIMinho – Associação Empresarial do Minho, OTOC – Ordem dos Técnicos Oficiais de Contas e ADRAVE – Agência de Desenvolvimento Regional do Vale do Ave, com o apoio da Câmara Municipal de Famalicão.

O autarca garante por isso que a Câmara Municipal de Famalicão continuará a colocar “a sua força institucional, o conjunto das suas competências e a sua relação com outros atores à escala nacional e internacional ao serviço das empresas, dos empreendedores e dos seus concidadãos”, para promover o desenvolvimento económico do concelho no terceiro concelho mais exportador do país.

A estratégia municipal está agora focada em três fatores: o aumento da capacidade industrial do território, a melhoria das acessibilidades através de um plano de renovação da rede viária municipal e a captação de novos investimentos, associada à fixação de pessoas, assente também naquilo que Paulo Cunha designou de “migração de projetos nacionais e internacionais” para o concelho.

O primeiro fator está já assegurado pelo novo PDM de Famalicão que prevê o aumento da capacidade de construção industrial em 51% e cuja discussão pública está a decorrer. O plano de investimento municipal rodoviário em curso ultrapassa os onze milhões de euros. Perto de quatro milhões de euros destinados a duas novas acessibilidades recentemente inauguradas na cintura industrial Lousado/Ribeirão/Vilarinho das Cambas e para a construção em curso da nova rotunda sobre a EN 14, empreitadas que beneficiam a atividade industrial de muitas e importantes empresas, entre as quais a Continental Mabor, a Leica e a Central Carnes. E sete milhões de euros já reservados para a melhoria de várias vias estruturantes do concelho, que vão abranger mais de uma dezena de freguesias e cujas obras vão arrancar em breve.

A conferência contou com as presenças dos responsáveis máximos de quatro empresas famalicenses de referência nacional e internacional: Pedro Carreira (Continental Mabor), José Alexandre Oliveira (Riopele), Filipe Vila Nova (Salsa) e Pedro Pinto (Primor). Pedro Carreira elogiou o papel da Câmara Municipal de Famalicão enquanto “entidade parceira das empresas, atenta e disponível, que ajuda a resolver os seus problemas e a promover a sua atividade”, numa alusão ao Famalicão Made IN.
]]> http://www.famalicao.com/_ferias_da_pascoa_animadas_para_os_mais_pequenos </p><img src="http://www.famalicao.com/op/image/?co=92982&h=57a47" width="304px" height="202px" border="0"/></p> As Férias Desportivas e Recreativas da Páscoa arrancaram esta segunda-feira, 23 de março, com a participação de meio milhar de crianças do 1.º ciclo de Vila Nova de Famalicão. A iniciativa, promovida todos os anos pela autarquia famalicense, volta a animar estas férias da Páscoa com a realização de inúmeras atividades que, durante esta semana, prometem entreter os mais pequenos de uma forma saudável e divertida.

“O interesse e a adesão dos pais aos programas de ocupação de tempos livres promovidos pela autarquia são demonstrativos da confiança que depositam na Câmara Municipal”, refere a propósito o edil famalicense, Paulo Cunha, que não esconde a satisfação de ver que, à semelhança de anos anteriores, as Férias Desportivas voltaram a atingir o seu número máximo de crianças inscritas.

De referir ainda que para os mais jovens, entre os 12 e os 16 anos, arrancou também esta segunda-feira o campo de férias “Aventura na Páscoa”. A iniciativa promovida pelo pelouro da Juventude da autarquia famalicense conta este ano com a participação de 12 jovens do concelho.

Nutrição, desporto e saúde são alguns dos temas que irão marcar as várias atividades que se realizarão ao longo desta semana, com destaque para um workhsop de nutrição e para uma visita à Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, em Vila Real.


]]> http://www.famalicao.com/_cotonetes_portugueses_sao_produzidos_em_famalicao </p><img src="http://www.famalicao.com/op/image/?co=92994&h=758ee" width="304px" height="202px" border="0"/></p> Chama-se Hidrofer, está sediada em Vila Nova de Famalicão e é a única fábrica portuguesa de cotonetes com um impressionante registo de 12.500 unidades produzidas por minuto. De facto, são os números que melhor traduzem o sucesso desta empresa familiar fundada quando a democracia estava a dar os primeiros passos em Portugal e especializada no desenvolvimento e fornecimento de produtos em algodão hidrófilo: 11.000 discos desmaquilhantes por minuto, 5.500 toalhitas de bebé por minuto, 5.000 bolas de algodão por minuto e 2 toneladas de algodão zig zag por dia.

Artigos que a esmagadora maioria dos portugueses tem em casa e utiliza regularmente e que respondem a valores bem vincados nesta empresa famalicense hoje visitada por Paulo Cunha no âmbito do roteiro Famalicão Made IN: inovação, qualidade e sustentabilidade ambiental. Acresce a estes a diferenciação. Só assim pode responder às exigências dos seus clientes, com destaque para as principais cadeias de supermercados (Sonae, Jerónimo Martins e Auchan), preparando-se para lançar ainda este ano uma linha inovadora de produtos que promete surpreender os mercados.

Numa lógica de verticalização da cadeia de produção, tudo é feito na Hidrofer, até mesmo as embalagens, as caixas e os sacos de plástico com fio (é única na Península Ibérica a fazer estes sacos). Ao controlar todo o processo produtivo a empresa sabe que está a construir vantagem competitiva em todo o mundo.

Todos os dias, nas instalações reabilitadas da Hidrofer, na freguesia da Carreira – as mesmas que no passado uma empresa têxtil ocupou e deixou vazias depois de encerrar –, são convertidas entre quatro a seis toneladas de algodão em produtos para uso hospitalar e cosmético. Um volume de produção que tenderá a crescer no próximo ano, reflexo do investimento de 8 milhões de euros, em fase de conclusão, em dezenas de novos equipamentos tecnologicamente avançados. Tudo para “garantir elevados níveis de fabricação, a melhor qualidade e uma resposta eficaz aos desafios do mercado global”, afirma o administrador, Carlos Alberto Silva.

Mais faturação, mais emprego e mais trabalho estão assim no horizonte. Com um volume de negócios que rondou os cinco milhões de euros em 2014, dos quais um milhão de euros corresponde a vendas para o exterior, e 54 colaboradores, a Hidrofer prevê duplicar a faturação nos próximos dois anos e contratar cerca de vinte novos colaboradores. Para além do mercado interno, os principais mercados de exportação são Espanha, Alemanha, Angola e Moçambique. Recentemente entrou em França e ainda este ano espera começar a vender para a Líbia. “Num curto prazo, queremos reforçar a nossa presença no estrangeiro e aumentar o volume de exportações em cerca de 15%”, aponta.

Empresa aberta à inovação e preocupada com o ambiente

Proveniente de fiações nacionais ou importado de países como a Turquia, a Alemanha, o Brasil, Moçambique ou o Paquistão, o algodão presente nos produtos da Hidrofer é rececionado pela Hidrocotton, a outra empresa do grupo, sediada na freguesia vizinha de Bairro, que prepara e fia as fibras de algodão que vão servir de matéria-prima para a Hidrofer produzir.

Com três marcas próprias no mercado (Don Cotton, Helana e Milux) e um conjunto de certificações, a Hidrofer é, na opinião do Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, uma referência pela sua capacidade de aproveitar os contextos e as oportunidades para crescer. “É uma empresa única na produção de produtos que nos entram em casa todos os dias, está vanguarda tecnológica e tem uma grande preocupação ambiental”, assinalou, sublinhando que o trabalho ímpar que lhe é reconhecido “permite que Vila Nova de Famalicão também seja notado a nível nacional e internacional pela excelência das suas empresas e dos seus produtos”.

Paulo Cunha enalteceu ainda o facto de a Hidrofer ter reabilitado um edifício abandonado para iniciar a sua atividade. “É algo que devemos louvar e um exemplo que outras empresas deviam replicar”.
]]> http://www.famalicao.com/_famalicao_quer_aproximar_educacao </p><img src="http://www.famalicao.com/op/image/?co=92954&h=6972e" width="304px" height="202px" border="0"/></p> O Conselho Municipal da Educação de Vila Nova de Famalicão foi unânime ao dar parecer positivo à adesão do município ao Programa “Aproximar” que prevê a transferência de competências do Ministério da Educação e Ciência para o município famalicense, na área da Educação, através da celebração do Contrato de Educação e Formação Municipal. Trata-se de mais um passo num processo que se tem desenvolvido, desde o início, “de uma forma natural e transparente”, como afirmou o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha.

De resto, os vários parceiros educativos e principalmente os agrupamentos de escolas do concelho têm acompanhado bem de perto todo o processo desde que o município foi convidado pelo Governo a integrar este projeto-piloto, em maio do ano passado.

Mais uma vez, nesta quarta-feira, o presidente da Câmara Municipal fez questão de apresentar ao Conselho Municipal da Educação, que preside, a última proposta para “uma territorialização da educação”, como referiu. Para Paulo Cunha este projeto “é uma oportunidade para Famalicão melhorar o sistema educativo, adaptando-o às necessidades e à realidade local. Esta solução é uma excelente notícia para Famalicão, que vai permitir robustecer a educação, melhorar as condições e resolver alguns problemas estruturais”, afirmou, sublinhando que “o acordo conseguido é um bom acordo”.

O autarca salientou ainda que este processo surge no seguimento do trabalho que tem vindo a ser desenvolvido pelo município, “um trabalho em rede com todos os parceiros educativos, partilhado e consensual”.

“A câmara municipal de Famalicão não tem qualquer receio de assumir estas responsabilidades, mas quer fazê-lo em conjunto com todos os parceiros”, acrescentou.

E é com a unanimidade dos parceiros que o município famalicense vai avançar neste processo. Também o vereador da Educação, Leonel Rocha, fez questão de salientar que “este processo aparece ao fim de mais de dez anos de um trabalho desenvolvido em rede que tem sido muitas vezes apontado como exemplar a nível nacional”.

De acordo com o contrato que será celebrado entre o município e o Ministério da Educação e Ciência e a Presidência do Conselho de Ministros, os objetivos estratégicos do projeto assentam essencialmente no melhorar da qualidade das aprendizagens e do sucesso escolar dos alunos, no reforçar da autonomia das escolas e dos seus órgãos de gestão; no promover da eficácia e eficiência da gestão de recursos educativos; no combate à saída precoce dos alunos do sistema educativo e do abandono, entre outras.

Este Contrato de Educação e Formação Municipal prevê ainda a descentralização de competências em cinco grandes áreas: a gestão curricular, a gestão pedagógica, a gestão de pessoal não docente, a gestão financeira e a gestão de equipamentos e infraestruturas.

Refira-se que o Conselho Municipal de Educação de Vila Nova de Famalicão é uma instância de coordenação e consulta, a nível municipal, da política educativa e tem por objetivo promover a coordenação da política educativa, articulando a intervenção dos agentes educativos e dos parceiros sociais interessados, analisando e acompanhando o funcionamento do referido sistema e propondo as ações consideradas adequadas à promoção de maiores padrões de eficiência e de eficácia do mesmo.

O Conselho é presidido pelo presidente da Câmara Municipal e composto por cerca de duas dezenas de elementos das várias instituições educativas do concelho, incluindo representantes das associações de pais e encarregados de educação, dos serviços públicos de saúde; da segurança social; das forças de segurança, entre outros.
]]> http://www.famalicao.com/_industrias_criativas_ganham_palco_em_famalicao </p><img src="http://www.famalicao.com/op/image/?co=92874&h=da59f" width="285px" height="202px" border="0"/></p>

As indústrias criativas são a nova faceta do programa Famalicão Made IN e emprestam o nome a um novo gabinete municipal que se revela amanhã, 20 de março, às 15 horas, com um primeiro evento que tem na música a área temática de estreia, sendo o compositor e cantor Sandy Kilpatrick o protagonista.

A criatividade artística como fonte para o empreendedorismo ao serviço da economia inspirou a realização do projeto “Improbabilidades Criativas” que pretende aproximar criativos experientes daqueles que pretendem criar, através de momentos de partilha do processo de construção de novas ideias. Para além da música serão dedicadas sessões também às seguintes áreas: fotografia, moda, design, literatura, ilustração, publicidade, cinema, dança, pintura, teatro, arquitetura e escultura.

Num momento em que as indústrias criativas estão a ganhar força em Famalicão, graças sobretudo ao espírito empreendedor de jovens que arriscam e ambicionam vencer profissionalmente, o evento inaugural do Gabinete das Indústrias Criativas terá então como tema a música e como convidado Sandy Kilpatrick, reconhecido compositor e cantor escocês radicado em Vila Nova de Famalicão há mais de uma década.


O Mosteiro de Landim foi o palco escolhido para a realização deste encontro destinado a estudantes de artes do ensino secundário. Um local inesperado, mas é precisamente isso que identifica a improbabilidade presente neste projeto do novo Gabinete das Indústrias Criativas onde os jovens serão estimulados não só a compreenderem o fenómeno criativo e a sua génese, mas também a exercitarem e concriarem com o convidado.

Sandy Kilpatrick é o autor de “I Like How it Feels”, o primeiro single de “Redemption Road” (2012), que serviu como banda-sonora para o vídeo dos melhores momentos de 2013 de Cristiano Ronaldo. Prepara-se para lançar um novo álbum de originais, “The Shaman’s Call”, a ser editado na Primavera de 2015 e apresentado na Casa das Artes de Famalicão a 28 de março.

]]> http://www.famalicao.com/_site_do_municipio_mais_intuitivo_e_proximo_dos_cidadaos </p><img src="http://www.famalicao.com/op/image/?co=92882&h=617e5" width="223px" height="202px" border="0"/></p> O sítio do Município de Famalicão na Internet está com uma imagem renovada, oferece uma navegação mais intuitiva e está mais próximo dos cidadãos. A Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão procedeu a uma renovação da imagem e conteúdos do portal proporcionando aos internautas uma experiência mais apelativa e mais simplificada.

Com as alterações recentemente introduzidas, a plataforma online, que reflete a dinâmica do concelho famalicense e disponibiliza um vasto conjunto de informações e serviços públicos, reforça a sua capacidade em responder às espectativas de quem a visita.

Com a divisão em três menus principais - “Visitar”, “Consultar” e “Investir” - o portal convida desde logo o visitante a navegar de acordo com a sua espectativa e necessidade – como turista ou consumidor de eventos, como cidadão à procura dos serviços e informações municipais, e como potencial investidor. Na página inicial mantém-se o serviço informativo que reflete a dinâmica do município, mantendo os cidadãos informados sobre a agenda que marca o dia-a-dia do concelho, nomeadamente a atividade autárquica do executivo e os principais eventos que ocorrem no território municipal.

Referência particular para o menu “Consultar”, onde os munícipes poderão encontrar toda a informação referente à atividade da autarquia e onde, por exemplo, poderão consultar as agendas e atas das reuniões de câmara, obter informações relativamente a estado de processos e requerimentos, entre outros serviços.

“Sabemos da importância que a internet atualmente representa para os cidadãos e, por isso, sentimos necessidade desta reorganização de conteúdos, que muito mais do que tornar o site atrativo, pretende torná-lo mais direto e mais de encontro às necessidades das pessoas”, refere a propósito o Presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha.
]]> http://www.famalicao.com/_criancas_de_gondifelos_em_festa_com_novo_jardimdeinfancia </p><img src="http://www.famalicao.com/op/image/?co=92850&h=151e4" width="304px" height="202px" border="0"/></p> Uma escola deve ser um local para brincar, para aprender, para descobrir, para partilhar, para vivenciar. O jardim-de-infância de Gondifelos, inaugurado nesta terça-feira, pelo presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha, é isso e muito mais. Aqui, as crianças são felizes e isso nota-se na sua alegria contagiante, no orgulho que demonstram ter na sua escola e no seu entusiasmo genuíno. Por isso, foi imbuído deste espírito de felicidade que Paulo Cunha conheceu as várias salas e valências do edifício, guiado pela mão de Mariana de apenas 4 anos de idade.

O edifício que nasceu da reabilitação de um edifício centenário – a antiga escola primária – implicou um investimento municipal de 370 mil euros e é composto por 3 salas, espaço de prolongamento, refeitório, cozinha e polivalente, área do recreio e de recreio coberto, entre outras valências.

Para o autarca a criação do Jardim-de-Infância de Gondifelos neste espaço, responde a duas realizações. Em primeiro lugar responde ao desejo de “toda uma comunidade que se uniu em torno da requalificação de um espaço com condições ótimas” e, em segundo lugar, responde ao “reanimar de um edifício repleto de história, no qual se formaram muitas gerações de gondifelenses”. E destacou: “Há aqui uma ligação muito interessante entre o passado e o futuro que nos levou a fazer este investimento”.

O autarca garantiu ainda um investimento contínuo no parque escolar do concelho, referindo que “hoje preferimos a reabilitação para que os edifícios das escolas antigas continuem a ser os das novas, para que o passado tenha condições de servir o futuro”.

Neste âmbito, Paulo Cunha defendeu a criação de condições para que os jovens casais “vejam nas políticas públicas ferramentas estimulantes de natalidade”. Através da requalificação do parque escolar, pretende-se contrariar a tendência do envelhecimento populacional e dar inicio a um reequilíbrio das gerações, bem como promover a fixação da população.

Para já, a medida parece surtir efeitos, tendo em conta que com a nova escola, houve a necessidade de aumentar mais uma sala, em relação à antiga, como explicou o presidente da União das Freguesia s de Gondifelos, Cavalões e Outiz, Manuel Santos, que garantiu que a freguesia não está a perder população, bem pelo contrário. O responsável agradeceu o trabalho de colaboração entre o Agrupamento de Escolas e a Câmara Municipal na concretização de “obra muito bonita”.

Por sua vez, o diretor do Agrupamento de Escolas de Gondifelos, Jonas Maciel considerou o dia de “festa” pela resposta a um anseio de muito tempo.

“Hoje temos muitas razões para celebrar. Primeiro porque estamos numa época de vários constrangimentos e foi possível darmos as mãos com vista a uma sociedade melhor”. O responsável referiu ainda “a aposta no pré-escolar como uma aposta no futuro”.
]]>